CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

quinta-feira, 28 de março de 2013

Historias Reais - Parte III. O mau Feng Shui.



Em 1985 eu comecei a trabalhar sozinha em projeto e construção, pois meu sócio resolveu mudar de profissão. Eu estava fazendo minha visita diária a uma obra de um cliente no Morumbi, quando entrou uma pessoa perguntando pelo responsável. Eu me apresentei e fiquei conhecendo quem acabou sendo um novo e bom cliente.

Ele era diretor de uma grande instituição financeira e acabara de comprar uma casa antiga nos Jardins, para reforma. Lá fui eu no dia seguinte, conheci a casa e fiz para ele o que foi  primeiro de três projetos e obras.

Ele adorou o meu  trabalho e começamos a obra com uma turma de operários com os quais ele trabalhara em Guarulhos. A turma era muito boa e depois foi a que me acompanhou pelos próximos anos, construindo e tornando concretos  meus projetos para os clientes. Terminei a casa e ficou linda. Ele morou um tempo, vendeu com um bom lucro e comprou um apartamento também nos jardins. A vida dele ia muito bem.

Ele morou um tempo no apartamento reformado, também vendeu  bem e me chamou para ver uma nova casa para reforma. A casa estava desabitada e há venda fazia vários anos e eu não gostei nem um pouco das energias dela. Desaconselhei a compra, mas ele persistiu. Fiz a reforma, ele mudou para a casa e tudo começou a dar errado: ele saiu da instituição financeira, entrou numa nova empresa e deu tudo errado tendo por fim ficado bem doente. E a coisa não ficou por aí, pois até hoje ele e a família estão com as finanças muito complicadas, todos os bens bloqueados e nome muito sujo na praça.

Esse foi um dos motivos que me levou a procurar o que chamo de "arquitetura do invisível" ou o que há por traz  da parte material que construímos.O Feng Shui trata dessa "arquitetura do invisível" e foi o caminho que escolhi para entender porque alguns imóveis  são bons e outros não. A bem da verdade, não posso culpar só o Feng Shui do imóvel pela derrocada de meu ex cliente. Sabemos que o Feng Shui trata do entorno e isso é a terça parte dos fatores que nos influenciam, mas  há também o carma e as ações da pessoa .Meu ex cliente era extremamente arrogante, "sabe tudo" e ele se achava o verdadeiro "dono do mundo".

Voltando a essa última casa, onde começaram os problemas, vemos abaixo ver a Carta das Estrelas, depois da reforma e mudança de período. O centro da casa era mais uma vez 3 e 2 , o famoso "chute do búfalo" que prevê problemas de toda espécie, doenças e problemas no casamento e a Estrela Anual, no centro do imóvel  era a 2. No ano do ápice da derrocada, na entrada, que era pelo Nordeste, com combinação 9 e 5 (cabeça quente, tomada de decisões erradas por pessoas com  poder) e  entrou também  a Estrela Anual 5. Por outro lado a piscina ficava no Noroeste ativando a combinação 2 e 3  ( o mesmo chute do búfalo) e naquele ano entrou em fevereiro a Anual  3  naquele palácio. Deu no que deu.


Carta das Estrelas do programa 4Pillars de Danny Van Der Berghe http://four pillars.net