CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Aspectos e Formas em Feng Shui – parte 2

Formas e Estrelas


Montanhas podem ser classificadas como Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água. Na maioria das vezes, forma e aparência decidem o Wuxing da montanha, mas Wuxing pode ser indicado também pelo esquema de cores e por outras características.

Forma e aparência são, portanto, somente uma parte do espectro de Wuxing e é muito difícil encontrar algum aspecto físico sob algum Wuxing exclusivo sem encontrar indicação para outras propriedades de Wuxing ao mesmo tempo.

Uma montanha achatada (plana) pode vir sob a fase Terra, mas quando uma montanha com aparência Terra é vermelha, a cor vermelha é uma indicação forte para a presença do Qi Fogo também. Geralmente, a forma e a aparência se sobrepõem à cor.

Montanhas atuam como influência ambiental sobre as Estrelas na carta das Estrelas Voadoras. Outras características ambientais, tais como elevações, edifícios e estruturas físicas dominantes também influenciarão as Estrelas na carta das Estrelas Voadoras relativamente ao Wuxing que representam. Forma e aparência no interior (da edificação) serão classificadas também de acordo com Wuxing.

A forma Fogo pode ser qualquer objeto com aparência triangular ou piramidal ou a qualquer objeto afiado ou pontiagudo. Ainda, nós não podemos observar a aparência ou forma Fogo e apenas com isso afirmar que o Fogo é bom ou ruim. Este objeto será favorável ou desfavorável dependendo de fatores como tempo, a Estrela que ela (a forma) encontra e a intensidade do relacionamento mútuo. Por exemplo, uma forma Fogo pode nutrir uma Estrela Terra, tal como as Estrelas 2, 5 e 8. Uma forma Fogo pode controlar uma Estrela Metal, como as estrelas 6 e 7, mas resta ser visto se será auspicioso ou não. Não podemos observar uma influência do Fogo sobre uma estrela Metal e disto concluir que o efeito será consequentemente indesejável, porque nós necessitamos ainda distinguir entre a influência e efeito. Apenas uma leve influência do Fogo sobre uma Estrela Metal pode induzir o melhor na Estrela Metal, que dificilmente se sentirá suprimida mas especialmente mostrará resultados.

Uma influência do Wuxing Fogo pode ser positiva ou negativa sobre qualquer Estrela também devido ao princípio do Belo e do Feio. O que é bonito e o que é feio é relativo à medida que às vezes será objetivo e às vezes será subjetivo, mas na percepção do Feng Shui o que é bonito ou feio é compatível com o consenso geral. Beleza exala bom Feng Shui.

Conseqüentemente podemos estabelecer uma infinidade de resultados apenas relacionando Cinco Transformações e 9 Estrelas num processo da avaliação infinito e que necessita de suas habilidades de fazer distinções.

Nós discutiremos as relações (in)auspiciosas entre Wuxing das formas e as 9 estrelas em comparação às considerações do Período 8 e refletiremos sobre influência e efeito, quando nós devemos também refutar termos tais como ‘ciclo de controle’, ‘ciclo de destruição’ e assim por diante, simplesmente porque levaremos nosso nível da compreensão além disso.


Reflita sobre formas exteriores que influenciam Dragões da Montanha e Dragões da água e tenha em mente que nós necessitamos examinar completamente os arredores, incluindo outras formas da paisagem - águas e canais - e considerar a Estrela Anfitrião que está na companhia das Estrelas Visitantes. Sem a cuidadosa avaliação da Forma e Qi, oportunidade (tempo) e Uso, sem avaliar simultaneamente também a influência da direção, localização, trajeto, distribuição do Qi, intensidade, repetição, volume e assim por diante, o que segue nas páginas seguintes será particularmente simplista.

Nós encontramos uma abundância de indicações efetivas em Feng Shui, a maioria, entretanto pressupõe o conhecimento de todos os fatores que resultaram nessa indicação eventual. Onde quer que você veja o termo ‘auspicioso’, inicialmente nós supomos Forma e Qi adequados, oportunidade,uso apropriado e formas bonitas na companhia de Estrelas favoráveis. Então para ‘inauspicioso’, nós supomos primeiramente Forma e Qi inadequados, tempo inadequado, uso impróprio, formas feias e a companhia de Estrelas nocivas ou de qualquer outro tipo de Sha. Nós necessitamos ainda ler nas entrelinhas – e aumentar – as indicações efetivas.

Mestre Heluo – www.heluo.nl            Traduzido por Riceles Araújo Costa

domingo, 19 de agosto de 2012

Os Cinco Elementos - Wuxing e Aspectos


Antes de reconhecermos a forma, a energia aconteceu. O pré-requisito para a compreensão do Qi tangível e intangível – seja na avaliação das formas e aspectos exteriores ou interiores – é compreender que Qi intangível é a origem de toda e qualquer aparência tangível. Se observarmos uma forma triangular, esta forma é meramente um sintoma de um determinado Qi subjacente. Contemplamos o movimento e o sentido de Qi, atribuímos limites, temos como conseqüência a forma e compreenderemos que existe somente um Qi indivisível. Quando estivermos nele, discutiremos porque usar pequenos objetos para ajustes de Feng Shui pode não ter o efeito que você tinha antecipado e porque você pode ter que diminuir suas expectativas a respeito das influências e efeitos eventuais. Antes que confiemos na influência e no efeito do aspecto e da forma, outros fatores vêm primeiramente.

Aspecto Madeira
A madeira é expansão, estabelecemos um movimento ascendente forte (seta). É uma força especialmente definida - explosiva se preferir -, seu escape não pode ser parado ou redirecionado facilmente.



Aspecto Fogo
As setas indicam que o radiante Fogo seria primeiro tipicamente ascendente, então para o exterior. Energia em seu ponto final, tanta que sua única opção deixada é retornar ao centro.




Aspecto Terra
Terra é a energia de volta em sua fase de recolhimento. Energia coletada, não ainda movendo-se para o interior. Imagem de um quadrado, ou com uma mudança ligeira nas forças envolvidas, um retângulo horizontal.


Aspecto Metal
Movimento em espiral para dentro rápida e decisivamente. Imagem do círculo, da abóbada (domo) ou da elipse (oval).


Aspecto Água
Movimento horizontal inclinado para um ponto onde encontramos o Qi fluido, desintegrando-se.





Master Heluo - tradução do Arquiteto Riceles Araujo Costa

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Viagem à China - Parte VII (última)

Shanghai  e  Hangzhou

Partimos de Guilin e chegamos a Shanghai e mais uma vez nos maravilhamos com o incrível aeroporto da cidade: enorme e lindo. A cidade é moderna, limpa, com prédios lindos, arquitetura soberba e  largas avenidas com canteiros floridos. À  noite uma esplendida iluminação até às 22  horas.  Até os viadutos e pontes são limpos e iluminados. Como toda cidade grande o trânsito é pesado e os taxis conduzem costurando tanto e tão depressa que dá medo. As estradas também são largas e ladeadas por canteiros floridos.

Fomos a vários templos, à torre de Pérola Oriental, ao Jardim de Yuyuan  e ao Bairro francês. Porem o melhor foi um cruzeiro  pelo rio Zhujiajiao, num pequeno lugar ao lado de Shanghai chamado a Veneza do Oriente. É bonita, mas para Veneza a distancia é enorme. Há no local pequenas lojas com artesanato e o passeio é realmente bonito. 


Fomos no dia seguinte a Hangzhou que Marco Polo já chamava da cidade mais bonita do oriente. É linda mesmo: fomos com o trem bala a 300 km por hora e foi muito bom. Hangzhou é uma cidade jardim, com um parque e um lago enormes, no meio dela.


Passeamos depois, no dia seguinte por Shanghai e vimos enormes shopping Center, que alias são iguais no mundo inteiro, até no cheiro que eles têm. Há a Nanjing Lu, uma rua de compras maravilhosa, com as melhores marcas do mundo, mas o preço é tambem igual ao resto do mundo. Os chineses foram  muito amistosos conosco embora não entendam outra língua que não o chinês.Nessa rua à noite, o povo canta, dança e se diverte.


Assim terminou nossa viagem à China. Valeu muito a pena conhecer o outro lado do mundo e ver que não é diferente do nosso.

Não estudei Feng Shui na viagem, mas pelo progresso e riqueza da China fiquei mais uma vez certa de que funciona mesmo!

Meus agradecimentos à organizadora do tour pela China Ivana Dai da China Highlights - www.chinahighlights.com   ou  www.viaje-a-china.com

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Viagem à China - Parte VI

Guilin  e Yangshuo.


Eu não ia a Guilin, mas o nosso contato na China Highligths, a Ivana, falou que era imperdível e ainda bem que ela insistiu. Chegamos à cidade no anoitecer e levantamos cedo para nosso passeio, um cruzeiro pelo Rio Li, rio que dá vida a toda região de Guilin.

O lugar é realmente mágico e os criadores de Avatar conseguiram passar para a tela esse clima, uma vez que parte do filme foi feito aqui. Há uma névoa que, segundo o guia, raramente desaparece. Muitas montanhas lindas, com quedas d’água entre elas, e cabritos e cabras pastando à beira do verde rio Li. 

Centenas de patos também estão nas margens, soltos pelos donos para nadar e comer, assim como búfalos e algumas cabeças de um gado muito pequeno. Nas margens também embarcações parecidas com jangadas feitas de tubos de PVC e algumas antigas ainda de bambu. Muita vegetação cobrindo as montanhas por onde despontam casas grandes e pequenas. 

Nosso barco, cheio de gente, flutua naquela água verde escura. Vou para a popa com a brisa úmida no rosto e me sentindo flutuando fora deste mundo. Só existem no mundo mais dois  lugares com esse tipo de formação geológica de Guilin: um na Croácia e outro na Tailândia. 


Depois de quatro horas de barco chegamos a Yangshuo, uma cidade pequena, que vive em função do rio e do turismo. Fui levada a uma rua de compras tipo Rua 25 de Março onde bolsas de marcas famosas são vendidas, mas onde o mais interessante são os bordados e artesanato feitos por uma das muitas minorias chinesas.

Ao entardecer, na janela do hotel, uma vista de sonho com os pequenos barcos se recolhendo, as casinhas da beira do rio se iluminando e a névoa de sonho cobrindo tudo.No dia seguinte voltamos por terra à Guilin. Uma estrada estreita, perigosa, mas com lindas paisagens.