CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Feng Shui - Curso Básico

Lição Um - Medidas de Segurança.

Esta é uma série de lições oferecidas ao público que deseja conhecer sobre o que trata esta antiga arte. Ela apresenta os conceitos mais fundamentais colocados em prática e explicados sem referências a teorias abstratas. Os três níveis do meu curso por correspondência proporcionam uma discussão formal do Feng Shui. A Série Básica introduz alguns passos práticos que qualquer pessoa pode seguir. Não é Feng Shui para posicionamento individual e, portanto, não substitui uma consultoria convencional. São como pílulas de vitaminas inofensivas que podem ajudá-lo a manter a saúde. Portanto, segurança é meu primeiro interesse. Se você está tentando algo tipo ‘faça você mesmo’, algumas precauções são necessárias.

Medida de Segurança #1: Nunca utilize qualquer coisa na cor vermelha para “ativar sua prosperidade”.Na realidade, a cor vermelha simboliza fogo e não é um ingrediente para ativar a prosperidade. O fogo pode reforçar certas estrelas de prosperidade e fortuna. O perigo está no fato de que fogo pode ativar energias relacionadas à doença e causar dificuldades financeiras se utilizado em locais inapropriados.

Medida de Segurança #2: Nunca use espelhos pra tentar “repelir Sha Qi”.Isto simplesmente não funciona! Se a sua porta de entrada é atacada por digamos, uma rua reta que aponta diretamente para ela, você pendura um espelho Ba Gua sobre a porta. Considerando que o espelho pode refletir o Sha Qi que atinge a superfície do espelho, será que ele pode refletir todo o Sha Qi que ataca a porta inteira? Imagine que você tem milhares de flechas atingindo a sua porta. Algumas podem errar a porta e atingir o espelho. O restante simplesmente atinge a porta. A única coisa que o espelho pode fazer é, ocasionalmente, refletir luz nos olhos de um motorista causando um acidente. O carro pode perder o controle e atingir a sua casa. ***

Master Joseph Yu - tradução do Arq. Riceles Araujo Costa.

sábado, 28 de agosto de 2010

Feng Shui - Curso Básico

Lição Zero : alguns Termos Comuns

Chi ou Qi: Em Chinês esta é a palavra “ar”. A dificuldade da língua Chinesa está em que uma simples palavra possui um significado intrínseco diferente em contextos especiais. Em Feng Shui, qi é como energia, mas freqüentemente de natureza não-orgânica. É uma energia que flui no espaço. Nossos cinco sentidos podem perceber a existência do qi.

Sheng qi: Energia vital vibrante. Quando observamos um lugar repleto de vida, ele está repleto de sheng qi.

Sha qi: Energia mortal ou energia nociva. Quando sentimos que estamos sendo atacados por alguma coisa invisível, estamos sentindo a existência de sha qi.

Feng shui: A tradução literal de ‘feng’ é ‘vento’ e de ‘shui’ é ‘água’. No Livro dos Enterros de Guo Po: “Qi é disperso pelo vento e retido pela água”.

Qi neste contexto se refere a sheng qi. Ele é disperso pelo vento, mas é retido pela existência de água. Feng shui é, portanto, o estudo de como selecionar um local livre do ataque de ventos que dispersam o qi e que se mantenha vibrante pela presença de água.

Dragão: O dragão é uma criatura legendária. Na China, o dragão simboliza o Imperador. Em Feng Shui, ele simboliza a energia vital que existe sobre a terra. Sua existência pode ser percebida nas cadeias de montanhas. Também pode ser percebida pelos rios e cursos d’água. Montanhas são chamadas de ‘dragões da montanha’ enquanto que os cursos d’águas são chamados de ‘dragões de água’. Montanhas e cursos d’água bonitos são dragões vibrantes capazes emitir sheng qi. Montanhas e cursos d’águas feios são dragões doentes ou mesmo mortos e são capazes de emitir sha qi.***

Master Joseph Yu - tradução do Arq. Riceles Araujo Costa.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Algumas reflexões sobre um verdadeiro mestre de Feng Shui.


Um verdadeiro mestre de Feng Shui possui a compreensão filosófica e o conhecimento técnico, mas ele não os usa para dominar uma situação ou para encontrar uma solução definitiva para um problema. Ele usa seus conhecimentos e compreensão para ajudar.

Ele entende a complexidade da vida e da natureza humana, assim ele não se atreve a simplificar o que é inerentemente complexo, mas permite a cumplicidade de ser, e procura o "meio-termo" para ajudar outras pessoas a navegar, usando a natureza e o ambiente construído como um veículo para o processo.

Ele não olha para uma solução, nem vê o colapso temporário como um problema a ser resolvido, ele vê o que faz como um processo para ajudar seus clientes a navegar entre o que pode ser, o que deveria ser e o que é em um determinado espaço e tempo.

Ele sabe que não há ponto final e não há completo entendimento e quando podemos ver isso também, nós entendemos um pouco mais e enxergamos um pouco mais claramente para permitir que o processo da vida siga em frente.

Ser completo é começar desde o início novamente. Apenas um iniciante procura por um conjunto de teorias do Feng Shui, pensando que se ele pode ter estas teorias, ele “chegou lá” e pode fazer maravilhas com o Feng Shui.

Um mestre de Feng Shui não é tão ingênuo, ele vê e aceita o desconhecido como se fosse a vasta escuridão entre as estrelas que compõem o céu noturno. O vazio misterioso é a fonte que nos leva às estrelas, portanto, um verdadeiro mestre de Feng Shui sabe o que ele faz é :
Xuan-Kong 玄空 – Vazio e Misterioso.

*****
Traduzido de
http://howardchoy.wordpress.com/2010/06/25/a-real-feng-shui-master/

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Os Cinco Elementos.

A teoria dos 5 elementos é parte fundamental e essencial em toda a cultura chinesa, depois, evidentemente, do conceito de Yin e Yang. Para os chineses todas as coisas são estimuladas, alimentadas, condicionadas por duas energias antagônicas porém complementares. Ou seja ambas têm função orgânica e determinam a dinâmica de todas as coisas. Mas além disso, o universo é dividido em 5 espécies que estimulam e inibem uma a outra. As transformações de energia para o bem ou para o mal vão depender do tempo e do lugar onde elas ocorrem.

Esse conceito dos cinco elementos é utilizado em tudo: na música (são cinco notas básicas que interagem e se movimentam em fluxos), na astrologia chinesa (leva em conta a proporção de cada um dos elementos no mapa de cada um para determinar excessos e carências), na medicina chinesa (é usada para a cura, para diagnóstico e no tratamento propriamente dito), na farmacopéia (na seleção dos produtos para confecção dos remédios) e é evidentemente a base do Feng-Shui.

São eles: Metal, Fogo, Água, Terra e Madeira.

Assim como a primeira coisa que um especialista em acupuntura precisa reconhecer no paciente é a energia pura em cada um dos cinco elementos distribuídos pelos 5 órgãos do corpo (fígado, coração, baço e pâncreas, pulmões e rins), no Feng-Shui o consultor pode, se desejar, relacionar os 5 elementos do mapa astrológico do cliente com os 5 elementos existentes dentro da casa do cliente.

Quem trabalha com Feng Shui precisa dominar a teoria dos cinco elementos.

Ciclo Construtivo:

A Madeira alimenta o Fogo que cria a Terra que produz o Metal que gera a Água que alimenta a Madeira.

Ciclo Controlador:

A Madeira penetra a Terra que represa a Água que apaga o Fogo que derrete o Metal que corta a Madeira.



terça-feira, 17 de agosto de 2010

Um pouco mais de historia do Feng Shui.

Na filosofia taoísta considera-se que o destino do homem está determinado por três forças.

l. A sorte que vem dos céus

2. A sorte que vem do homem

3. A sorte que vem da Terra.

A sorte que vem dos céus é imutável, e é determinada pelo disposição planetária no cinturão zodiacal, quando do momento do nascimento. Os Avatares – seres de grande estatura espiritual – eram reconhecidos pelos grandes videntes, entre outros sinais, pelo mapa astral do recém nascido, por sinais em suas mãos de seus pés. Lá estão assinalados todas as suas predisposições espirituais e psicológicas.

A sorte que vem do homem, é determinada por nosso livre arbítrio, estando controlada totalmente por nossos pensamentos e sentimentos. É aquela que modela a matéria prima que trazemos em nossa bagagem (sorte dos céus). As religiões, e todo um conjunto de doutrinas perpetuadas em todas as civilizações, tem por objetivo, antes de mais nada, lapidar-nos em direção a nossas metas e permitir que possamos bem aproveitar a nossa bagagem genética, atávica ou kármica, como queiram.

Já a sorte que vem da terra, origina-se de um conjunto de forças controláveis pelo conhecimento humano. Este poder emerge para a vida a partir da observância dos ciclos da natureza. Este poder foge do homem comum e emerge na consciência de quem se volta à interpretação da linguagem das árvores, dos animais, do cursos dos rios, da trajetória dos ventos, enfim, vem da compreensão dos ciclos do tempo e da natureza visível. O Feng Shui é esta linguagem. É o estudo dos ritmos da vida na matéria, é a geometria, a forma, o tempo e o espaço. Não importa se foram os chineses que perpetuaram este conhecimento, pois na verdade, todas as antigas civilizações desenvolvidas, prosperaram pelo uso de conhecimentos semelhantes a estes. Usamos o Feng Chinês e sua terminologia como um método, primeiro por não podemos andar por duas estradas ao mesmo tempo e segundo pelo fato deste mesmo tipo de conhecimento perpetuado por outras civilizações como a Hindu na arte conhecida como Vasthu Shaastra Ter uma aplicação extremamente voltada a construção e não para o "conserto" do que já está construído e principalmente por estar fortemente ligada ao panteão religioso hinduísta, o que forçosamente implica em um conhecimento teológico complexo a fim de uma compreensão mais profunda.

Uma das dificuldades encontradas pelos ocidentais na aprendizagem desta arte é o fato do Feng Shui ter sido desenvolvido por uma cultura analógica, onde a interpretação da vida e dos acontecimentos não era puramente dedutiva, lógica mas sim perceptiva e comparativa com o demais fenômenos da natureza. Isto pode ser facilmente observado na língua chinesa, em sua escrita, onde o ideograma transporta-nos uma idéia, uma associação com uma árvore, com um homem, ou seja lá com o que for.

Esta milenar arte chinesa não combina com pressa ou ansiedade, características típicas do comportamento ocidental. Seu domínio não se relaciona com a acumulação quantitativa de informações, e sim com o amadurecimento de conhecimentos simples que facilmente florescem em mentes um pouco mais "Zen".

Por esta razão, não pode ser entendida como ciência, não obstante os princípios matemáticos que regem toda sua estrutura. É mais do que compreensão. É um exercício de percepção. Não é um olhar para além do horizonte e sim a observação do que temos sob nossos pés.


quinta-feira, 12 de agosto de 2010

MING GUA

Tambièn es conocido como Trigrama Personal.

Cabe aclarar que el Ming Gua no "es" la persona, sino el qi direccional que la rodea y proteje en su interacciòn con el medioambiente.

Conociendo nuestro Ming Gua, sabremos cuàl es nuestra mejor direcciòn para dormir o trabajar, entre otras cosas.

Como ya vimos anteriormente, los Trigramas son 8 y a cada uno le corresponde una direcciòn geogràfica y un nùmero.

En Feng Shui Clàsico se trabaja con 9 nùmeros, pero...hay 8 trigramas!...entonces?

El centro del Ba Gua està representado por el nùmero 5, a èste nùmero no le corresponde ningùn Trigrama.

Pero...es posible que alguien no tenga su "angelito de la guarda"? Definitivamente, no.

Si Ud. es un Hombre, y el resulatado del càlculo de su Ming Gua es 5; entonces a Ud. le corresponde el nùmero 2.

Si Ud. es Mujer, y el resultado del càlculo de su Ming Gua es 5; entonces a Ud. le corresponde el nùmero 8.

El càlculo del Ming Gua està basado en el Calendario Solar Chino. Segùn èste Calendario, el año comienza cuando el Sol llega a los 15º de Acuario; èsto sucede, generalmente, el 4 de Febrero.

Entonces, por ejemplo, si su fecha de nacimiento es 20 de Marzo de 1970...1970 serà el año que utilice para realizar el càlculo.

En cambio, si su fecha de nacimiento es 20 de Enero de 1970...1969 serà el año que utilice para realizar el càlculo.


COMO REALIZAR EL CALCULO PARA HOMBRES:

-Sume los nùmeros de su año de nacimiento:
Por ejemplo: 1983 es 1 + 9 + 8 + 3 : 21

-Sume el resultado hasta obtener un sòlo dìgito:
21 : 2 + 1 : 3

-Reste el resultado obtenido de 11:
11 - 3 : 8

8 serà su Ming Gua, recuerde que si èste resultado fuese 5...su Ming Gua serà 2.


COMO REALIZAR EL CALCULO PARA MUJERES:

-Sume los nùmeros de su año de nacimiento:
Por ejemplo, 1983 es 1 + 9 + 8 +3 : 21

-Sume el resultado hasta obtener un sòlo dìgito:
21 : 2 + 1 : 3

-Sume 4 al resultado obtenido:
3 + 4 : 7

7 serà su Ming Gua, recuerde que si èste resultado fuese 5...su Ming Gua serà 8.

Conociendo èsta informaciòn, sabremos còmo cada una de las 8 direcciones magnèticas impactan en nosotros.
Sabremos cuàl es la mejor direcciòn para nuestro descanso y cuàl es la mejor para nuestra actividad.

Aida Tito - consultora de Feng Shui en Argentina.

domingo, 8 de agosto de 2010

Dia dos Pais.


Hoje é Dia dos Pais. Já não tenho mais o meu presente aqui na terra, mas ele está sempre comigo. Meu pai era o contador de piadas, de historias, de poesias e amante dos boleros. Sempre estava bem humorado. Ele contava piadas sobre tudo e todos, ninguém ficava de fora, ninguém era exceção. Apelidos então, nem se fala, tinha de tudo. Se ele ficava doente ou surgia alguma dor, novas historias eram geradas.

Meu pai estava sempre disposto a ajudar alguém, mesmo que isso o prejudicasse de alguma forma. Dizem que a diferença entre bom e bobo é uma linha muito tênue. Meu pai nunca se preocupou em não cruzar essa linha: seu coração sempre ditava suas ações.

De família muito humilde, nunca perdeu a simplicidade, a noção de que todos somos iguais.

Quando ele estava no hospital, num dos últimos meses de vida (ele morreu com 91 anos) a ultima coisa que eu o vi fazer foi tirar a máscara de oxigênio e declamar uma poesia para sua nora favorita.

Aí um dia ele morreu. No seu enterro muitas pessoas foram, velhos amigos, pessoas que ele ajudou (e a gente nem sabia), filhos, netos e bisnetos. Todos riam contando as piadas dele e choravam porque sabiam que não iam ouvi-lo mais.

Todos os dias me lembro de meu pai, falo uma frase, uma piada dele e peço a Deus que quando eu for encontrá-lo, deixe a mesma saudade gostosa , a mesma adorável lembrança que ele deixou para todos nós.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Historia sobre o bem viver.

Dois homens, ambos gravemente doentes, estavam no mesmo quarto de hospital.

Um deles podia se sentar na sua cama durante uma hora, todas as tardes, para que os fluidos circulassem nos seus pulmões. A sua cama estava junto da única janela do quarto.

O outro homem tinha que ficar sempre deitado de costas.

Os homens conversavam horas e horas. Falavam das suas mulheres, famílias, das suas casas, dos seus empregos, dos seus aeromodelos, onde tinham passado as férias... E todas as tardes, quando o homem da cama perto da janela se sentava, passava o tempo a descrever ao seu companheiro de quarto todas as coisas que conseguia ver do lado de fora da janela.

O homem da cama do lado começou a viver à espera desses períodos de uma hora, em que o seu mundo era alargado e animado por toda a atividade e cor do mundo do lado de fora da janela.

A janela dava para um parque com um lindo lago. Patos e cisnes, chapinhavam na água enquanto as crianças brincavam com os seus barquinhos. Jovens namorados caminhavam de braços dados por entre as flores de todas as cores do arco-íris. Árvores velhas e enormes acariciavam a paisagem e uma tênue vista da silhueta da cidade podia ser vislumbrada no horizonte. Enquanto o homem da cama perto da janela descrevia isto tudo com extraordinário pormenor, o homem no outro lado do quarto fechava os seus olhos e imaginava as pitorescas cenas.

Um dia, o homem perto da janela descreveu um desfile que ia passar: embora o outro homem não conseguisse ouvir a banda, conseguia vê-la e ouvi-la na sua mente, enquanto o outro senhor a retratava através de palavras bastante descritivas.

Dias e semanas passaram. Uma manhã, a enfermeira chegou ao quarto trazendo água para os seus banhos, e encontrou o corpo sem vida do homem perto da janela, que tinha falecido calmamente enquanto dormia. A enfermeira ficou muito triste e chamou os funcionários do hospital para que levassem o corpo.

Logo que lhe pareceu apropriado, o outro homem perguntou se podia ser colocado na cama perto da janela. A enfermeira disse logo que sim e fez a troca. Depois de se certificar de que o homem estava bem instalado, a enfermeira deixou o quarto.

Lentamente, e cheio de dores, o homem ergueu-se, apoiado no cotovelo, para contemplar o mundo lá fora. Fez um grande esforço e lentamente olhou para o lado de fora da janela que dava, afinal, para uma enorme parede de tijolos!

O homem perguntou à enfermeira o que teria feito com que o seu falecido companheiro de quarto lhe tivesse descrito coisas tão maravilhosas do lado de fora da janela. A enfermeira respondeu que o homem era cego e nem sequer conseguia ver a parede. Talvez quisesse apenas passar alguma coragem pra ele...

Moral da História:

Existe uma felicidade tremenda em fazer os outros felizes, apesar dos nossos próprios problemas.

A dor partilhada é metade da tristeza, mas a felicidade, quando partilhada, é dobrada.

Se você quer se sentir rico, conte todas as coisas que você tem que o dinheiro não pode comprar.

'O dia de hoje é uma dádiva, por isso é que o chamam de presente.'


terça-feira, 3 de agosto de 2010

Dicas de Feng Shui.

Faça, para um bom Feng Shui:

• Mantenha sua casa livre da bagunça, mas não fique obcecada pela ordem. A diretriz básica: sua casa deve ser confortável e agradável de ser vista. Lembre-se que o sheng qi (energia vital boa) viaja em caminhos sinuosos (espirais, as curvas, as ondas). São necessárias formas suaves para o vento passar. Coisas demais vão criar um caminho acidentado e causar problemas.

• Se é bonito é bom Feng Shui.

• Experimente um remédio de cada vez, e acompanhe o que está acontecendo em sua casa e vida. Assim, se algo der errado, você poderá retirar imediatamente.

• Tenha cuidado ao posicionar a água. Você poderá obter muita sorte, mas você também pode causar grandes danos.

• Mantenha os caminhos abertos para o centro da casa ou escritório.

• Estudar, estudar, estudar e / ou contratar um profissional de Feng Shui tradicional.

• Faça um gráfico da história de sua casa e procure por padrões.

Não faça:

• Não use vermelho para melhorar a sorte de dinheiro ou qualquer outro tipo de sorte. O vermelho é um acessório poderoso. Ele pode ser usado para beneficiar a estrela da riqueza atual ou ele pode reforçar as estrelas da doença e dos desastres.Cuidado.

• Não presuma que você pode colocar uma fonte de água em qualquer lugar pode melhorar a sua sorte. Água no lugar errado pode trazer desastres.

• Não coloque espelhos octogonais tampouco, esperando que eles irão desviar a energia ruim. Ele simplesmente não funciona.

• Não pendure flautas de bambu em vigas, esperando que este irá corrigir problemas do desvio de energia,com as vigas permanecendo em cima. A única cura para vigas expostas é cobri-las com um teto falso.

• Não espere que um sapo de três pernas possa trazer boa sorte. Isto irá funcionar apenas se você usar o sapo para incentivar-se a fazer mais dinheiro.

• Não acredite em tudo o que lê em livros de Feng Shui.