CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

sexta-feira, 28 de abril de 2017

O Feng Shui III - objetivos.


Basicamente o que devemos desejar para um imóvel é que a energia boa possa nele circular numa velocidade adequada, beneficiando seus moradores ou pessoas que nele trabalhem, para que elas possam ter saúde, paz e prosperidade.
Um consultor de autêntico Feng Shui, depois de observar os aspectos básicos acima citados, terá ainda muito a fazer. Entre outras avaliações mais específicas ele certamente começará identificando a data da construção do imóvel e de suas eventuais reformas ou acréscimos. Usando a bússola ou verificando no Google Earth, a pesquisa da direção é obrigatória. Além disso será necessário conhecer  qual o ciclo anual que está influenciando  imóvel, uma vez que a energia está sempre em movimento.
 A localização das melhores posições para os futuros usuários do imóvel será feita em relação a outros dois aspectos: suas datas de nascimento e um dos cinco elementos básicos dessas pessoas. O posicionamento errado de uma cama pode causar doenças aparentemente inexplicáveis. Um mau posicionamento da mesa de trabalho pode causar prejuízos financeiros graves.
No caso de um novo projeto, o ideal é que o arquiteto possua conhecimentos de Feng Shui. Caso isso não seja possível, um consultor deve ser chamado para assessorá-lo.
No caso de imóveis já prontos, um bom consultor pode indicar os caminhos mais adequados para anular os efeitos negativos e ativar os positivos.
Feng Shui significa Vento e Água. Imagine que vento e água possam fluir levemente suavemente pelo seu imóvel.  Se assim for, tudo dará certo.


segunda-feira, 17 de abril de 2017

Transformando pensamentos negativos em positivos


Aqui estão 8 maneiras de reforçar e melhorar a sua energia Chi:

1. Faça coisas boas para outras pessoas. Além de tornar os outros mais felizes, isso aumenta seus próprios sentimentos positivos. Pode ser algo tão simples como ajudar alguém a transportar pacotes pesados ​​ou fornecer informações para um estranho.

2. Apreciar o mundo ao seu redor. Pode ser um pássaro, uma árvore, um belo nascer ou pôr do sol, ou mesmo um artigo de vestuário que alguém está vestindo. Conheci um homem recentemente que estava se divertindo com os detalhes arquitetônicos das casas do século XIX no meu bairro.

3. Desenvolver e reforçar as relações. Construir fortes conexões sociais com amigos ou membros da família aumenta sentimentos de autoestima e, a longo prazo, estudos têm mostrado que  estão associadas com uma melhor saúde e uma vida mais longa.

4. Estabelecer metas que podem ser alcançadas. Talvez você queira melhorar o seu tênis ou ler mais livros, mas seja realista. Um objetivo que é impraticável ou muito desafiador pode criar estresse desnecessário.

5. Aprenda  algo novo. Pode ser um esporte, uma linguagem, um instrumento ou um jogo que vai incutir um senso de realização, autoconfiança e resiliência. Mas aqui  também, ser realista sobre quanto tempo isso pode levar e ter certeza de que você tem o tempo necessário.

6. Escolher aceitar-se com falhas e tudo mais. Ao invés de imperfeições e falhas, concentre-se em seus atributos positivos e realizações. As pessoas mais belas que conheço não têm nenhuma das características externas da beleza, mas brilham com a beleza interna do cuidado, da compaixão e da consideração dos outros.

7. Praticar a resiliência. Ao invés de deixar a perda, estresse, fracasso ou trauma oprimi-lo, use-os  como experiências de aprendizagem e degraus para um futuro melhor. Lembre-se da expressão: quando a vida lhe dá um limão, faça limonada.

8. Praticar a atenção plena. Ruminar sobre problemas passados ​​ou dificuldades futuras, drena recursos mentais e rouba a atenção dos prazeres atuais. Deixe de lado as coisas que você não pode controlar e se concentre no aqui-e-agora. Considere fazer um curso de meditação.

Baseado num artigo do New York Times:Turning Negative Thinkers into Positive Ones 
Baseado também numa postagem de Master Donald Douglas Chin