CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A necessária faxina de fim de ano.


Está chegando o fim do ano e cabe a todos nós, que trabalhamos com  energias, lembrar da necessidade da grande faxina de fim de ano. Estou repetindo  uma postagem minha  falando dessa faxina extremamente necessária.

A bagunça se forma sem que ninguém perceba e nem sempre é visível. A sala parece em ordem, a cozinha também, mas basta abrir os armários para ver que estão cheios de inutilidades. De acordo com o Feng Shui Interior - uma corrente do Feng Shui que mistura aspectos psicológicos dos moradores com conceitos da tradicional técnica chinesa de harmonização de ambientes - bagunça provoca cansaço e imobilidade, faz as pessoas viverem no passado, engorda, confunde, deprime, tira o foco de coisas importantes, atrasa a vida e atrapalha relacionamentos. Para evitar tudo isso fique atento às:


Sete dicas iniciais para domar a bagunça, durante o ano.
  1. Somente coloque uma coisa nova em casa quando se livrar de uma velha;
  2. Jogue fora o jornal de anteontem
  3. Tenha latas de lixo espalhadas nos ambientes, use-as e limpe-as diariamente; 
  4. Guarde coisas semelhantes juntas; arrume roupas no armário de acordo com a cor e fique só com as que utiliza mesmo;
  5.  Toda sexta-feira é dia de jogar papel fora;
  6.  Todo dia 30, por exemplo, faça limpeza geral e use caixas de papelão marcadas: lixo, consertos, reciclagem, em caso de dúvida, presentes, doação.  Após enchê-las, providencie imediatamente o que você programou;
  7.  Organize devagar, comece por gavetas e armários e depois escolha um cômodo, faça tudo no seu ritmo e observe as mudanças acontecendo na sua vida.


Agora os finalmente: fazendo a faxina geral de fim de ano.

  1. Limpe bem sua casa ou escritórios: limpe tetos e lave paredes.
  2. Lave os tapetes e carpetes.
  3. Limpe todos os lustres e luminárias.
  4. Lave as cortinas todas e toldos se houver.
  5. Lave os cobertores e edredons.
  6. Limpe os armários por dentro e por fora.
  7. Classifique suas roupas: dê o que não usa há um ano e não é roupa de festa ( ou o que você comprou por impulso e não vai usar nunca!).
  8. Também seus sapatos, botas e bolsas.
  9. Deixe só os livros e revistas que vai ler ou usar, o restante doe. 
  10. Louças com defeito ou lascadas, talheres desaparelhados, panelas com problemas, doe ou se estiver ruim mesmo, lixo.
  11. Pense bem e veja se há mais coisas a limpar.

Com essa faxina, você estará também limpando seu interior, tirando as “teias de aranha do sótão” e deixando espaço para coisas boas e novas entrarem em sua vida.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Feng Shui para o Jardim


                             Constantemente nossas casas são atacadas pelas famosas flechas venenosas, que não são mais que a definição simbólica do feng shui para todas aquelas estruturas com ângulos agudos que apontam em direção às casas. Para proteger-nos destas situações nada é melhor que as plantas, e daí a importância do desenho dos jardins.

       Para planejar um jardim, segundo os critérios do feng shui, devemos procurar um equilíbrio entre o Yin e o Yang. No feng shui a água, a luz, a atividade, são Yang; e as sombras, as montanhas ou colinas, as rochas, são Yin. Um jardim muito Yang, sem plantas altas, sem sombras, etc, deixará a casa exposta ao ataque de energias negativas. Por outra parte um jardim muito Yin, com excesso de vegetação e sombras, impedirá a passagem de energias positivas. A chave é combinar em equilíbrio árvores altas, arbustos medianos, áreas despejadas e áreas com muitas plantas.

O feng shui das formas se baseia no famoso Mapa Simbólico dos 5 Animais Celestiais, segundo o qual, uma casa deve estar protegida em sua parte posterior por uma montanha ou um volume maior que a mesma, lado Tartaruga. A proteção do lado esquerdo, Dragão verde, deve ser uma montanha ou volume alto, mas mais baixo que a tartaruga. E a da direita, Tigre branco, deve ser um volume mais baixo que a casa.

             No entorno urbano é difícil obter estas proteções, especialmente nas urbanizações onde as casas são mais ou menos do mesmo tamanho e estilo. O desenho do jardim nos permitirá obter estas proteções de maneira virtual.

             Se a parte traseira do jardim carece da proteção da tartaruga, plantar árvores altas é uma solução. Outra solução, além de muito estética, é construir uma montanha de terra apoiada por rochas e plantar arbustos ou plantas florais. As rochas (Yin) junto com a água (Yang) garantem a harmonia e equilíbrio.

Na lateral esquerda plante árvores medianas; este lado representa a proteção do dragão, necessita altura e movimento ou atividade. A lateral direita do jardim representa a proteção do tigre branco; deve ser um lugar muito tranqüilo no qual se pode semear plantas muito baixas.

Quanto às plantas, selecione as que mais lhe agradem, para isto não há regras; entretanto, procure que estejam sempre sadias. Como guia, a seguir serão mencionadas algumas das plantas preferidas pelo feng shui:
·         Os pinheiros e os bambus são considerados símbolos de longevidade e nobreza.

 

·         As plantas de jade, as cotiledôneas e as malangas são associadas à prosperidade, são conhecidas como Money plant, e muito utilizadas para a parte frontal do jardim.


·         A peônia é a rainha dos jardins chineses, simbolizando o amor e a beleza feminina. Os crisântemos amarelos simbolizam fluidez em nossa vida. A flor de lótus, capaz de florescer nos pântanos, é associada com a pureza.


·         As árvores frutíferas, que representam a vitalidade e a fortuna.
O terreno do jardim também deve seguir os princípios do equilíbrio do yin e do yang. Uma superfície totalmente plana é muito Yang e incapaz de reter a boa energia, e vice-versa. Para obter equilíbrio o terreno deveria ter pequenas colinas, preferivelmente em sua parte traseira, a pequena montanha de rochas cumpriria uma boa função; outra maneira de obtê-lo é colocando as plantas de tal maneira que a terra sobressaia do terreno.

Os caminhos devem ser de formas curvas e contornando o jardim para que o centro se mantenha desocupado. O mobiliário também deve ser de formas curvas sem salientes agudos que afetem o fluxo de energia para a casa.

  
Agora falemos da água em movimento (fontes, piscinas, jacuzzis, etc), elemento imprescindível nos jardins para obter a harmonia, mas cuja localização deve ser cuidadosamente selecionada. Um princípio do feng shui é que as casas devem ter Água em sua frente e montanha atrás. A água trará prosperidade e a montanha a reterá. É por isto que se recomenda colocar água na frente ou lado fênix dos jardins, tendo o cuidado ao instalá-la de que seu fluxo esteja direcionado para a casa. Logicamente esta regra não se aplica para as piscinas e/ou jacuzzis, porque representam um volume significativo de água que pode acarretar inumeráveis inconvenientes. Existem casos comprovados pelos grandes mestres de feng shui nos quais a instalação de uma piscina no lugar equivocado ocasionou a ruína financeira das famílias.

Sob nenhuma circunstância instale uma piscina sem assessorar-se com um experto de feng shui. Para determinar o local de uma piscina é necessário aplicar o nível mais avançado do feng shui, a escola Xuan Kong, que dispõe de fórmulas matemáticas para a colocação de água, dependendo da data de construção do imóvel e sua orientação geográfica. Com estas poderosas e efetivas fórmulas é possível não somente determinar a localização exata de uma piscina mas também de fontes, cascatas, etc., para que multiplique a prosperidade da casa e proteja a saúde de seus habitantes.
Na imagem podemos observar um jardim com orientação Norte, no qual se combinou a escola das formas para localizar as plantas e a escola Xuan Kong para localizar a piscina. Você pode se guiar por este desenho no que se refere a colocar suas plantas, mas não na localização da água, já que isto varia conforme as casas.


Em conclusão, o jardim é o receptor e catalisador das energias que recebem nossas casas. Se o possui, nunca o subestime! *****
Leyda Ramirez, 2005  Boletim Kanyu

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Soma Dez – para a saúde ou para a prosperidade?


            Soma 10, parece ser esta distribuição de estrela que nos faz pensar que exercer a atividade de consultor de Feng Shui é algo excepcional.

A soma 10 tanto pode ser para a prosperidade financeira como pode ser para a saúde.

O “X” da questão se resume: ou é para um lado ou para o outro. A soma dez ou será no assentamento(³7) ou na face(7³).

Exemplos: Algumas vezes encontramos aquela família muito unida, onde todos estão bem de saúde, trabalham muito, mas o ganho financeiro não é grande. A felicidade dessas pessoas é o convívio afetivo e a saúde é nota 10, 100 por cento. Isto é soma 10 no assentamento.


Por outro lado encontramos famílias onde o dinheiro entra fácil, precisou esta lá, fez esforço ganha, mas intimamente é uma briga constante, muitas vezes afastam-se de vizinhos e amigos. Os relacionamentos sociais estão sempre comprometidos, há um isolamento real. Bom o que não falta é dinheiro, porém a saúde pode ser afetada por esse stress constante, mas o dinheiro está lá. A saúde pode perecer, mas o dinheiro esta lá. Isto é soma 10 na Face.


 A pergunta é quando, quanto e o que? Até quando só o dinheiro vai bastar? Até quanto o dinheiro pode comprar? O que o dinheiro pode comprar?

A busca pela prosperidade financeira sempre acompanha o consultor de Feng Shui.

Muitos símbolos são usados para atrair prosperidade e dinheiro como potes de dinheiro, árvore de cristal, o deus da riqueza (Chai Shen Yeh), o sapo de três pernas (Chan Chu), o dragão(Long), escultura ou barras de ouro, etc.

Usamos os trânsitos anuais e os dias melhores para fazer negócios e fechar contratos. Bem como procuramos localizar a reserva financeira, o caixa e a gerência nos lugares que trarão melhores energias para os negócios. Determinamos a melhor  direção e a porta para o ganho.

O que menos é pedido ao consultor é equilibrar a energia da saúde e dos relacionamentos.

Harmonizar um ou outro caso depende do que a família precisa, ou acha importante. Então escolhas serão feitas e o destino vai se encarregar do restante. O que escolheu foi bom? Pense bem porque o tempo não volta e às vezes não há tempo para consertar e equilibrar a energia.

O consultor não pode esquecer que esses diagramas especiais afetarão mais um tipo de indivíduo do que outro, dependendo da sua carta astrológica. Por isso nem tudo serão flores ou espinhos, pode ser uma flor com espinhos, ou pode nem ter flores nem espinhos.

Outro fato importante é o uso que fazemos de cada residência ou cômodo que pode modificar o resultado de um diagrama, bem como o entorno do lugar. E como último lembrete ao consultor ou estudioso do Feng Shui o Tempo modifica o Chi de todas as coisas.

Thelma Lopes- Consultora de Feng Shui e Astrologia Chinesa 


Cartas das Estrelas do programa http://www.fourpillars.net de Danny Van den Berghe