CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

terça-feira, 24 de julho de 2012

Viagem à China - Parte V

Chengdu, Leshan e Emeishan

De Xian fomos a Chengdu, de onde partimos em direção ao Monte Emei , ao chamado Mosteiro dos Dez Mil Anos que hoje é budista. Fomos de onibus até Emeishan, atravessando sempre plantações de arroz, até o sopé do Monte Emei. De lá num micro onibus até a estação do teleférico que nos levou junto aos duzentos degraus que levam ao mosteiro. Todo o percurso é lindo, no meio de florestas e plantações de chá. As montanhas da China são lindas.

O mosteiro ainda está em atividade e muitas pessoas estavam rezando e oferecendo incenso ao Buda. Nosso guia informou que a religião é permitida, mas que o estado está sempre vigiando.


Uma van nos levou ao grande Buda de Leshan que tem uma linda historia: o Buda fica na margem de um local onde há uma confluência de tres rios e era uma região muito sujeita a enchentes. Um monge teve um sonho onde viu que era preciso colocar ali uma imagem do Buda para que parassem as enchentes. Ele passou anos arrecadando dinheiro e depois vinte anos construindo o Buda, que é escavado no calcareo e tem 71 metros de altura.Segundo nosso guia desde então essa região não sofre enchentes.

Fomos por terra até o topo da cabeça e depois, num cruzeiro, tivemos a melhor vista do Buda. Maravilhoso!

domingo, 15 de julho de 2012

Viagem à China - Parte IV



A Grande Muralha

Como o principal motivo de minha viagem à China era visitar Xi'an e eu gostei demais, deixei de falar na Grande Muralha. Ela  foi criada também por Qin Shi Huangdi que unificou a China em 221 AC e cujo túmulo é guardado pelos guerreiros de Xi'an. A muralha quando completa tinha em torno de 5.000 km. Ela sobe por montanhas altas, atravessa desfiladeiros e milhares de homens morreram na sua construção.

Sua principal função era proteger a China dos povos "bárbaros" que viviam ao norte do país, mas apesar de imensa, majestosa, não foi eficiente sendo transposta pelos mongóis no sec  XIII e no sec XVII pelos manchus.

Ela está destruída em grande parte, mas fomos num local chamado Mutianyu, um dos quais ela está restaurada, perto de Pequim. É uma obra majestosa e impressionante, tendo em média 7 metros de largura e tambem de altura.

Em Mutianyu as montanhas são muito lindas e naquele dia estavam envoltas numa neblina mágica que, de alguma forma, nos transportava no tempo.

A subida até o trecho que visitamos é num teleférico como em estação de esqui. A descida pode ser do mesmo modo ou de tobogã. Meu marido optou pelo tobogã.

Faz pensar o fato de que, ao longo da historia da humanidade, muros e muralhas pouco podem diante da determinação de seres humanos: o da China e o de Berlim são exemplos disso.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Viagem a China - Parte III


De Beijing fomos a Xi'an, a cidade dos guerreiros de terracota conhecidos no mundo todo. Até agora foram desenterrados 7.000 guerreiros, cada um diferente do outro, modelado à imagem de um soldado ou oficial do exército de Qin Shi Huang Di, primeiro imperador da Dinastia Han. Há tambem cavalos, em tamanho natural e varios carros de combate, esses com  4 cavalos, em escala reduzida. Todos estavam ali guardando a tumba do Imperador. As primeiras estatuas foram descobertas por acaso em 1974, por camponeses que escavavam um poço. Estima-se que 700.000 homens trabalharam durante durante 36 anos na construção da tumba e execução das estatuas.


Tudo isso é conhecido, mas o que eu senti lá foi inesquecivel: a impressão que eu tive foi de ouvir e sentir a respiração,o coração de cada um daqueles guerreiros e tambem de que, a qualquer momento, a ordem de "Ordinario marchem" poderia ser dada por um dos oficiais e aquele exército sair marchando. Fiquei emocionada a ponto de chorar e até agora meus olhos se enchem de lágrimas ao pensar naquele lugar.


A tumba de Qin Shi Huang Di fica próxima ao local de escavações, pelo menos é o que é dito e tambem que será escavada brevemente. Essa pelo menos foi a informação que tivemos, mas eu duvido muito que isso aconteça porque eles não vão mexer na tumba e correr o risco de perturbar o Feng Shui Yin e o sono do Imperador. As coisas estão indo tão bem na China e eles tem tanto orgulho disso que tem receio de mexer e algo mudar.


Outra coisa interessante é que eu pensei que ia encontrar um lugarejo ao lado da escavação e o lugarejo tem 8.500.000 de habitantes É uma cidade bonita e moderna, com um aeroporto enorme, de dar inveja em nós, brasileiros, com esses aeroportos feios, pequenos e abarrotados de gente.