CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

sábado, 31 de março de 2012

Medicina Alternativa

No ofício-panfleto colorido distribuído nos postos do SUS/MG, divulga-se 12 terapias afins às medicinas não convencionais-ortodoxas a saber:

Acupuntura e Cia: um dos ramos da Medicina Tradicional Chinesa (com base no universal Shen, no Jing ancestral, na Energia Vital KI, Qi, Prana), nos 5 Elementos e energias perversas, na fisiologia e anatomia energética, nas doenças e síndromes energéticas, nos diagnósticos pelos pulsos e afins),

Medicina Oriental que se estende às medicinas asiáticas japonesas, tibetanas, dos mongóis, dos antigos médicos chineses, os Î, os médicos-pés-descalços ou médicos rurais atuais.

 A MTC tem seus fundamentos nas doutrinas do Taoísmo, Confucionismo, Budismo e afins.

Tuiná: ramos das massagens energéticas afins à MTC;

 Lian Gong exercícios energéticos afins à MTC;

Automassagem: massagens energéticas como o Do-In afim à MTC;

Chi Kung (Energia Vital Universal): base das artes marciais terapêuticas através de movimentos precisos, energeticamente canalizados à semelhança do Tai chi chuan: equilíbrio das forças Yin e Yang em prol da saúde, tudo com base na MTC.

Outra congênere: o Shiatsu japonês à semelhança do Tui-ná, Do-In e afins.

Fitoterapia (o panfleto não dá ciência de qual tipo de Fitoterapia) ou seja: se é a Fitoterapia afim à flora brasileira com base nos princípios ativos das plantas medicinas ou se com base no conhecimento empírico-popular afim aos “chás das vovós".

Também, se é a Fitoterapia energética outro ramo afim à MTC ensinado, praticado e prescrito pelos médicos chineses quando as ervas medicinais são administradas segundo o diagnóstico energético com base nas doenças Yin ou Yang, nos doentes Yin ou Yang. Ainda, se a Fitoterapia é afim aos médicos indianos védicos com base na tipologia energética-constitucional-existencial do doente.

O panfleto nada revela sobre a base dessas medicinas, a Nutroterapia, nem a ortodoxa afim à Nutrologia médica, do nutricionista nem a Nutroterapia energética (incluindo os temperos terapêuticos), afim às medicinas sino-orientais, à MTC, à medicina indu-ayurvedica, tibetana, budista, japonesa-macrobiótica, coreana, mongol, vietnamita e afins.

Homeopatia: ensinada, praticada e prescrita há 7 mil anos pelos médicos indianos e há dois séculos reapropriada na Alemanha pelo médico que subverteu as bases da medicina científica através da Alquimia homeopática (baseada no “espírito da matéria), Hahnemann!

Yoga: oriunda dos ensinamentos dos médicos indianos védicos com base na Marmapuncture ou Acupuntura ayurveda, há mais de 7 mil anos, semelhante a Acupuntura chinesa, mas com pontos mais “subjetivos". São movimentos e meditações com base na Energia Vital, o Prana, através dos canais de energias (vórtices-plexos energéticos, marmas, etc).

Meditação (o panfleto não faz referência ao tipo de meditação) que pode ser, nesse contexto: meditação yogue, medicina sagrada japonesa do Seitai (com base no Tao e no Zen), a meditação energética (respirações sublimes e afins).

MEDICINA ANTROPOSÓFICA (única vez que a palavra medicina é escrita, portanto, outra medicina que não a ocidental acadêmico-científica): medicina criada pelo holístico filósofo, pedagogo, músico, arqueólogo, arquiteto Rudolf Steiner que se baseia na Gnose, na sabedoria, no Homem Natureza, na Unidade Cósmica, na pedagogia curativa, nas plantas e metais terapêuticos, na dietética lacto-vegetariana, voltada para o espírito humano.

Esta em vias de se tornar especialidade médica como ocorreu com a vitalista Acupuntura (1995),  a alquímica Homeopatia (1990) e recentemente, outro tipo de medicina, a Medicina Ortomolecular!
   
Apesar de nossa herança negra, nada consta no panfleto PICs/SUS/MG sobre as medicinas afro-brasileiras que tanto influenciam nosso povo em termos populares, na saúde e na doença, no sofrimento e na morte.

Marco Aurelio Cozzi
Sempre Viva (Centro Mineiro de Pesquisas Avançadas em Acupuntura e Terapias Naturais, Energéticas)