CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Feng Shui Research (1)

Estou compartilhando uma serie de postagens de Master Yu que achei muito importantes. Repasso no original em inglês e você pode usar o tradutor do Google, caso necessite.

When I founded Feng Shui Research Center, I expected my students to join me researching the validity of Feng Shui theories in practice. Some people expect the research work to satisfy scientific requirements. We must understand and agree that Feng Shui is not a science. It is not a pseudo-science. It is a branch of studies in metaphysics - something that exists but not obeying the laws of physics. To help people understand a little of the Feng Shui theories we use analogies that most people are familiar with. For example, we start with qi but we do not attempt to define what it is. We use it as an undefined term but describe it as something that "rides the wind". This approach is like science. But you can see that this is just an analogy. "Wind" here includes any moving object, not necessarily air molecules from a physics standpoint. Then at some point, we use the word "star" to mean some kind of qi with "personality". At this point, we see there is a huge gap separating physics and metaphysics. 

How can we expect that our research work has to meet with the criteria scientific research work has to undergo? 

Some may say to prove that Feng Shui practice works we can design some simple experiments to test the effect of placing an aquarium in a house according to Feng Shui practitioner's recommendation with a control experiment without the aquarium and repeat the experiment for many other pairs of houses. By the effects we may mean "the amount of money made" by the people for the same time period.

Well, in the first place, activating the qi only helps people use the qi in doing their work. To make more money we still need other factors like the general economy and how it affects different kinds of business. It still depends on how the "star's" personality affects the people's work. It is not "water = more money" or "1 + 1 = 2".

To say that such experiments are irrelevant is not evasive of valid "tests" to prove or disprove that Feng Shui works.

Joseph Yu  - http://fsrcenter.blogspot.com/

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Utilizando o Feng Shui: como começar.



AS  ENERGIAS EM UM IMÓVEL

Você já reparou que algumas construções trazem saúde e prosperidade para seus usuários, enquanto outras não parecem ser especialmente benéficas para as pessoas que nelas habitam ou trabalham? Não basta uma boa estrutura, uma excelente impermeabilização, nem mesmo um projeto arquitetonicamente perfeito para tornar uma edificação saudável em todos os sentidos. Precisamos saber quais são e como  fluem as energias no imóvel .Há varias formas de trabalhar com energia e a que eu uso é o Feng Shui.

O FENG SHUI

O Feng Shui, originário da China e respaldado num sólido conhecimento de cinco mil anos, trata do movimento das energias ao longo do tempo, mas sobre o solo. Estuda como elas se distribuem e atuam na área que circunda os imóveis, provindas tanto de outros imóveis como de acidentes geográficos que tenham influência na circulação das energias. O Feng Shui também considera a Terra como um ser vivo e, como tal, passível de tratamento pela tradicional medicina chinesa. 

Aliás, o conceito de medicina na China tem muito pouco a ver com a medicina ocidental. Enquanto essa é basicamente corretiva, isto é, trata das doenças, a função do médico chinês sempre foi manter o individuo saudável e, para isso, ele recebia seus honorários. A partir do momento em que surgia alguma doença na família, seus proventos cessavam até a cura completa do paciente. Da mesma forma o Feng Shui tem esse caráter preventivo, suas técnicas são utilizadas para evitar que males de saúde, financeiros e emocionais se abatam sobre as pessoas que se utilizam às construções.

A base do Feng Shui é o I Ching, o mais famoso pilar da sabedoria chinesa, embora já tenha sido confundido com superstição ou magia. O Feng Shui é uma ciência natural, praticada com arte e capaz de prover boa saúde e prosperidade. Isso é conseguido graças a uma correta e harmônica distribuição em relação aos campos energéticos que existem sobre a terra e para fazer essa distribuição e ajustes, são usadas as Teorias do Yin e Yang e a Teoria dos Cinco Elementos.   

HISTORICO DO IMÓVEL

A primeira coisa a se fazer antes de comprar um imóvel é conhecer sua história, ou seja, o que aconteceu com os donos anteriores, se o imóvel for usado, ou então o que sucedeu durante a construção, se ele for novo. Exemplos comuns são os casos de donos anteriores que tenham ficado muito doentes, no local, ou de casais que brigavam muito e que finalmente se separaram. Se for para uma atividade comercial, é preciso saber por que razão os negócios anteriores lá estabelecidos não prosperaram, faliram, ou simplesmente fecharam. Uma boa pesquisa é fundamental porque, embora fatores outros possam ser apontados como responsáveis pelos fracassos, tais como crise econômica, globalização e muitas outras, perguntas bem feitas podem oferecer a você um bom diagnostico.

No caso de imóvel novo é bom verificar se houve muitos acidentes durante a construção, se aconteceram casos inexplicáveis de sumiço ou defeito de materiais. É bom também verificar se a obra ficou paralisada muito tempo e por que. Obras paradas por muito tempo, além de eventuais problemas de deterioração dos materiais, podem juntar más energias.

Muitas pessoas podem pensar que, embora a história do imóvel não seja muito boa, com elas a coisa será diferente, e que a partir de então tudo vai dar certo. Isto é muita pretensão e pura fantasia. O mais provável é que exista no imóvel uma energia negativa ou “sha“, em chinês. Nesse caso, não tenha dúvidas, opte por outro imóvel.

VIZINHANÇA E TRÂNSITO

Outro importante fator a ser analisado é a da vizinhança. Cemitérios, velórios, necrotérios, delegacias de policia, hospitais, bares barulhentos,escolas,  proximidade de linhas de alta tensão, costumam também trazer más energia. Evite-os.

Verifique também se a rua da principal entrada do seu imóvel é muito movimentada. De acordo com o Feng Shui, as ruas correspondem hoje ao que eram os rios, antigamente, e rios muito rápidos, ou ruas com trânsito muito rápido, levam embora o “chi”, ou energia positiva, não deixando que ela faça um bom trabalho em nossos imóveis.

APARTAMENTOS

Você deve estar se perguntando como verificar estas premissas todas para um apartamento, uma vez que a entrada principal geralmente fica num hall interno e muitas vezes você se encontra tão longe da superfície do solo que pode pensar que as energias não atuam, o que não é verdadeiro. Elas circulam pelo planeta de forma que a altura do imóvel em relação ao solo torna-se desprezível. Porém no caso de apartamentos, escritórios ou lojas em edifícios, as observações quanto à entrada de energia valem para a fachada que possui mais janelas, ou então, janelas e varanda. É nessa direção que se dará a principal entrada de energia. 

VEGETAÇÃO

Outra forma interessante de verificar a energia de um local é através da vegetação. Arvores do local: árvores retorcidas, doentes, morrendo, com parte seca, significam más energias. Por outro lado, uma árvore muito grande na frente da entrada principal de energia, poderá formar uma barreira não desejável.

OBJETIVOS DO FENG SHUI

Basicamente o que devemos desejar para um imóvel é que a energia boa possa nele circular numa velocidade adequada, beneficiando seus moradores ou pessoas que nele trabalhem, para que elas possam ter saúde, paz e prosperidade. 

Um consultor de autêntico Feng Shui, depois de observar os aspectos básicos acima citados, terá ainda muito a fazer. Entre outras avaliações mais específicas ele certamente começará identificando a data da construção do imóvel e a de suas eventuais reformas ou acréscimos. Precisará também da planta original e a nova com a reforma, se alguma foi feita. A verificação da direção da fachada do imóvel é obrigatória. Além disso será preciso conhecer  qual o ciclo anual que está influenciando  imóvel, uma vez que a energia está sempre em movimento. As datas de nascimento dos habitantes atuais ou futuros também serão necessárias.

No caso de um novo projeto, o ideal é que o arquiteto possua conhecimentos de Feng Shui. Caso isso não seja possível, um consultor deve ser chamado para assessorá-lo. Bom mesmo é se o consultor for chamado antes de feita a aquisição do imóvel . 

No caso de imóveis já prontos um bom consultor pode indicar os caminhos mais adequados para anular os efeitos negativos e ativar os positivos.

Feng Shui significa Vento e Água. Imagine que vento e água possam fluir levemente suavemente pelo seu imóvel.  Se assim for, tudo dará certo.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Tai Sui, Sui Po e San Sha.


Outro aspecto a ser observado diz respeito ao Tai Sui (Grão Duque), ao Sui Po e aos San Sha.  
O Tai Sui é o líder de todos os sha e está vinculado ao ramo terrestre do ano. No ano do Dragão, como na Luo Pan o Dragão está posicionado entre 105º e 135º, ele estará impactando esse setor. É auspicioso ter uma boa relação com ele. Por outro lado, ir contra ele é procurar problemas. 

Sentar-se de costas para a mencionada direção pode ser bom, mas antes verifique qual a Estrela da Montanha que vem dessa direção. Perturbar o Tai Sui é ruim, por isso se deve evitar barulho em excesso, realizar construção ou fazer escavação na direção anteriormente referida, pois incomodará o Tai Sui e poderá acarretar vários problemas, tais como: desastres, perda de riqueza, problemas de saúde, roubos, questões legais. Alguns praticantes de Feng Shui dizem que se a porta principal estiver na direção do Tai Sui também poderemos ter problemas. O Mestre Joseph Yu não considera a abertura da porta como uma perturbação ao Tai Sui e nós seguimos a colocação do Mestre Yu, mas cada um deve fazer a escolha que achar mais correta. 
Posicionado em direção oposta ao Tai Sui, o Sui Po (285º-315º) é a energia que desafia Tai Sui. Ela também não deve ser ativada, pois poderá perturbar o Tai Sui. No caso de perturbarmos o Tai Sui ou o Sui Po, devemos colocar no setor um par de animais de metal, denominado Qi Lin (cavalo-dragão), frente a frente, dentro ou fora do imóvel.  Como a figura do cavalo-dragão não é muito fácil de encontrar, poderemos usar, de acordo com alguns estudiosos de Feng Shui, um par de outro animal ou um par de cálices também de metal. Entretanto é bom salientar que seja um animal dócil e não agressivo como o tigre, por exemplo.. É bom salientar que alguns praticantes de Feng Shui não consideram a área de abrangência do Tai Sui como sendo de 30º, mas apenas uma zona que atinge 15º, onde se localiza a montanha relativa ao animal do ano, neste caso a montanha do Dragão (112,5º-127,5º). Como o Sui Po é o oposto ao Tai Sui, ele abrangeria apenas a área delimitada pela montanha do Cachorro (292,5º-307,5º). Por via das dúvidas, sugerimos que se utilize os setores maiores de 30º como áreas do Tai Sui e do Sui Po, e que as curas sejam realizadas nos 15º centrais dos referidos setores.  
O San Sha, também conhecido como os 3 Demônios (Demônios da Calamidade, da Ira e do Roubo), devem estar, juntamente com o Tai Sui e o Sui Po, entre as nossas  maiores preocupações no ano em função dos problemas que podem acarretar. No ano do Dragão o San Sha (maior) irá de 135º à 225º. Entretanto, conforme alguns autores, temos que nos preocupar apenas com os três Sha que estão localizados nas áreas das montanhas da Serpente (142,5º-157,5º), do Cavalo (172,5º-187,5º) e da Cabra (202,5º-217,5º). 

Se esses setores forem ativados, as pessoas que residem ou trabalham no local ficarão mais propensas a adquirir doenças e/ou sofrer danos.  A cura é a mesma sugerida para Tai Sui e Sui Po.  O Mestre Yu sugere a colocação de 3 Qi Lin de bronze para enfrentar os Três Sha, sendo cada um deles colocado na direção de um dos Sha.

Um bom ano do Dragão para todos vocês e lembrem-se de atualizar os mapas de suas casas e das de seus clientes.

Por José Francisco Kanarzveski - consultor de Feng Shui         Boletim Kan Yu
Imagens do vídeo de Master Joseph Yu , com tradução da  Arq. Aline Mendes.