CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

O que é Acupuntura?


A Acupuntura é um conjunto de conhecimentos da medicina tradicional Chinesa que visa harmonizar o individuo e tratar doenças através de agulhas e moxas, além de outras técnicas. Mas como nasceu a Acupuntura?Vamos, num sentido pedagógico, tentar explicar como nasceu e se expandiu esta técnica de terapia tão conhecida hoje.

Um dia os Chineses, como todos os povos, tentaram entender o mundo. Notaram, em principio, que tudo na natureza tinha uma dualidade, ou seja, praticamente nada no universo se expressava solitariamente: temos o dia e a noite, o homem e a mulher, o sol e a lua, o amor e o ódio, o bem e o mal, o claro e o escuro, o interno e o externo e etc.  Tudo, ou quase tudo, apresenta duas faces. Chamaram isto de Yin e Yang.  Aí já podemos começar a fazer uma primeira classificação dos seres humanos: o homem é Yang e a mulher é Yin. Mas mesmo no nosso organismo, de homem ou mulher, podemos aprofundar esta classificação: homens e mulheres podem ser mais Yin ou mais Yang de acordo com sua personalidade ou jeito de ser. No nosso corpo, a parte externa é Yang e a interna é Yin. Temos vísceras Yin e vísceras Yang. Já podemos, com isso, fazer um primeiro diagnóstico, se um indivíduo está com excesso de Yang e deficiência de Yin, ou vice versa, e já podemos tratá-lo harmonizando a parte Yin e Yang.

Mas esta classificação simples não foi suficiente para explicar tudo. Atentaram os chineses, que existe no universo 4 elementos, como os gregos já diziam: Terra, Fogo, Ar e Água. Esses 4 elementos compõem a natureza. Mas os chineses notaram que faltava um elemento importantíssimo, que era a vida, e a vida foi representada pelas árvores, ou seja, madeira. Adotaram, então, a composição do universo de 5 elementos: Ar, que chamaram de Metal, Fogo, Água, Terra e Madeira. 

Estes 5 elementos, ou 5 princípios, têm entre eles relações constantes: eles se originam  reciprocamente e são condicionados uns pelos outros. Seus movimentos realizam um ciclo, ao longo do qual eles se sucedem continuamente.  Existe uma relação de dominação entre estes elementos: A Madeira domina a Terra, a Terra domina a Água que domina o Fogo e este domina o Metal.  Mas existe também uma relação de produção em que  a Madeira produz o Fogo e o Fogo produz a Terra, a Terra produz o Metal e este produz a Água. 

Perceberam também a existência de uma correspondência entre os órgãos humanos e os 5 elementos: O coração, que tem a função de aquecer e bombear o sangue é Fogo, porque produz calor; O fígado tem a função de drenar e regular a energia, pois isto é função da Madeira;  O Baço é origem do nascimento e das transformações,  como a Terra que produz e transforma, então o Baço é Terra; Os Rins, tem a função  de controlar a água, então o Rim é Água.  O Pulmão controla o ar, que é chamado metal pelos chineses, então o Pulmão é Metal. 
Assim, o Rim (Água) alimenta o Fígado (Madeira) que estoca o sangue  e manda para o Coração (Fogo) para aquecê-lo. O calor do coração vai aquecer o Baço (Terra) que transforma a essência dos alimentos e vai para o Pulmão (Metal) que purifica e envia para baixo auxiliando a água dos Rins.

Parece complicado? Pois é mesmo complicado. Pois existem outras relações entre esses elementos que aparecem em momentos de desarmonia gerando doenças que devem ser tratadas com Acupuntura. Mas afinal, como e por quê?

Descobriram também os chineses, ao longo do tempo, que temos pontos no nosso corpo capaz de estimular ou sedar a ação de um órgão doente. Conta-se que alguém percebeu que um indivíduo melhorou de uma dor após um ferimento em outra parte do corpo. Começaram então, os chineses, a estudar pontos que quando estimulados apresentavam uma reação em outra parte a distância do estímulo. Ao longo dos anos e com muito estudo, descobriram centenas de pontos que ligados entre si, formavam canais ou meridianos, diretamente relacionados a órgãos internos. É por esses canais que circula a energia vital e é nesses pontos que o médico acupunturista introduz uma fina agulha a fim de estimular ou sedar, buscando sempre a harmonização da energia que circula em nosso corpo.

Então, quando o paciente chega ao médico, este tem que avaliar, em primeiro lugar, se ele tem deficiência de Yin ou Yang, tem que avaliar, pela sua história, quais as influências dos órgãos entre eles nas situações patológicas.  Assim, quando o Fígado (Madeira) esta doente, pode se transmitir ao Coração (Fogo), porque a Madeira deixa de alimentar o Fogo.  Uma doença do Baço (Terra) pode ter influência no Fígado (Madeira), pois a Terra começa a agredir a Madeira e assim sucessivamente.  

Cabe, portanto, ao médico acupunturista experiente fazer esse diagnóstico, isto é, entender qual o elemento ou órgão que se encontra deficiente ou que está estimulando demasiadamente o outro, gerando uma desarmonia que se expressa em sinais e sintomas. Feita essa interpretação, deve escolher os pontos a serem puncionados, buscando corrigir a desarmonia. 

Dr. Paulo Henriqson Cimirro -  Boletim Kan Yu
CRM 7728
Especialista em Acupuntura
Rua João Teles 524 s 404 – Porto Alegre  - RS
F. (51) 32642905