CLICK HERE TO TRANSLATE THE BLOG TO YOUR LANGUAGE!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Casa Arrumada.


Casa arrumada é assim:
Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas...
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:
Aqui tem vida...
Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.
Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo
mundo pra mesa da cozinha.
Sofá sem mancha?
Tapete sem fio puxado?
Mesa sem marca de copo?
Tá na cara que é casa sem festa.
E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.
Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.
Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário, tudo junto...
Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.
A que está sempre pronta pros amigos, filhos...
Netos, pros vizinhos...
E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer
hora do dia.
Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
Arrume a sua casa todos os dias...
Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela...
E reconhecer nela o seu lugar.

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

domingo, 24 de julho de 2011

O Palácio da Face


      O Palácio da Face é o palácio mais ativo, principalmente quando se tem ali a porta principal. A natureza das estrelas nos dará alguma informação sobre as pessoas que moram na casa.  Isso ocorre por dois motivos: a) as pessoas são atraídas para a casa correta e b) depois de viverem na casa por algum tempo as estrela vão influenciar as pessoas.

      O Qi Yang vem da face e por essa razão nós, ao analisarmos o Palácio da Face, focalizamos a Estrela da Água e a tratamos como anfitriã. A Estrela da Água vai determinar a forma de se fazer dinheiro e vai indicar se as pessoas podem ou não ganhar dinheiro. Por sua vez, Estrela da Montanha será a primeira hóspede e Estrela do Tempo será a próxima hóspede.  O relacionamento entre a Estrela da Água e a Estrela da Montanha, na face, vai indicar como as pessoas criam a riqueza e como a usam.   O relacionamento entre a Estrela da Água e a Estrela do Tempo nos indicará as oportunidades.  Se a Estrela da Água é oportuna é mais fácil fazer dinheiro, mas ainda assim temos que considerar como vamos fazer dinheiro e isso relacioná-se com a natureza da estrela.

   Vamos examinar essas relações mais detidamente:
a) se a Estrela da Água boa é gerada pela Estrela da Montanha, isso significa que as pessoas vão trabalhar duro para fazer dinheiro e vão estar tão ocupados que não terão tempo para gastá-lo;

b) se  a Estrela da Água boa gera a Estrela da Montanha, vai significar que eles adoram gastar dinheiro e a natureza da Estrela da Montanha vai dizer para onde vai o dinheiro;

c) se a Estrela da Água boa controla a Estrela da Montanha, as pessoas farão dinheiro as custas de sua saúde, vão trabalhar demais prejudicando a saúde e talvez a relação com as pessoas;

d) se a Estrela da Água boa for controlada pela Estrela da Montanha, as pessoas poderão controlar o dinheiro, poderão fazer dinheiro;

e) se a Estrela da Água boa é gerada pela Estrela do Tempo, como a  Estrela do Tempo sempre significa oportunidades, isso indica que a casa oferece boas oportunidades para se fazer dinheiro;

f) se Estrela da Água boa gera a Estrela do Tempo, as pessoas vão criar oportunidades para fazer dinheiro ( vão gastar muito tempo, vão gastar muito dinheiro para criar oportunidades);

g) se a Estrela da Água boa controla a Estrela do Tempo, isso significa que as pessoas podem usar bem as oportunidades, pois o tempo estando sob seu controle elas podem agarrar as oportunidades que estão vindo em suas direções;

h) se a Estrela de Água boa é controlada pela Estrela do Tempo, as pessoas encontrarão dificuldades para fazerem dinheiro. 

      Quando todas as três estrelas estiverem juntas teremos diferentes situações, por exemplo: 9(M), 3(T) e 8(A).  Aqui temos a Estrela do Tempo controlando a Estrela da Água, isto é o Tempo está contra se fazer dinheiro, mas as pessoas vão suavizar esse problema, já que a Estrela da Montanha forma uma ponte entre a Estrela da Água e a Estrela do Tempo.  Será através do esforço humano que os problemas serão resolvidos e poderão fazer dinheiro.  No Palácio da Face temos que analisar as três estrelas juntas e isso vai dar a característica da casa. 

Tenho observado através de anos de consultoria a importância desse conhecimento. Os dados obtidos com a verificação dessas estrelas são fundamentais numa boa análise de Feng Shui.

Arq. Sonia Silva Gomes baseada em anotações de um curso de Master Joseph Yu.

domingo, 17 de julho de 2011

Como fica um ambiente harmonizado com Feng Shui ?


Muita gente que me procura para uma consultoria manifesta apreensão sobre o que uma harmonização com Feng Shui vai pedir para fazer no ambiente.

Perguntas mais freqüentes com minhas respostas:
P: Meu marido está com medo que você nos mande trocar todos os móveis.                          
R: Você pode ter que mover algum móvel que pode estar atrapalhando o fluxo de energia no ambiente. Pode também ter que trocar a cor de algum outro que esteja  criando desarmonia. Pode ter ainda que fazer uma triagem e ficar com menos coisas se seu ambiente estiver muito cheio de coisas e objetos prejudicando a circulação de energias.

P: Você vai mandar pendurar cristais, colocar baguas, flautas e outras coisas esotéricas desse  tipo?  
R: Não. Você vai talvez ter que colocar objetos tais como uma fonte, objetos redondos ou esféricos, cones e outras coisas normais em uma decoração.

P: Vou ter que pintar a casa toda?                                                                                          
R: Você pode ter que remover alguma cor forte na parede que  esteja causando problemas no equilíbrio do ambiente. Posso ainda pedir que você pinte alguma parede de uma cor necessária para a harmonização e que também combine com a decoração.

P: Vou ter que colocar coisas nos setores do baguá tais como fotos , dinheiro ou flores?    
R: Não trabalho com baguá dessa forma.  Você vai ter que colocar em cada setor, dependendo da energia que ele recebe, objetos e coisas que o harmonizem. Em algumas situações flores também serão necessarias mas não tem a ver com o baguá.

Essas são algumas perguntas que ouço muito. Se você tiver alguma dúvida, poste um comentário e terei prazer em responder. Master Yu, meu mestre favorito tem uma dica muito importante para um bom ambiente :” se é bonito é bom Feng Shui”. Todas as vezes que fui num ambiente bonito e me senti bem  as pessoas estavam  em paz, com boa saúde e bem de finanças. Provavelmente  se você for num ambiente bem harmonizado com o Feng Shui vai ter  tambem essa sensação .

Arq. Sonia Silva Gomes.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Os 5 Elementos no Taoísmo



Os 5 Elementos representam as atividades das forças Yin e Yang quando estão se alternando, manifestas nos ciclos de mudanças na natureza que regulam a vida na terra. Também chamadas como os 5 movimentos (Wu Yun), definem os vários estágios de transformação que acontecem nas mudanças de estações: crescimento e declínio; mudanças do clima; sons e sabores; emoções na psicologia humana. Cada energia está associada com um elemento natural  cuja função se parece com a função destas energias, e tomam dali o seu nome. Diferente da forma de nomear os elementos por sua forma e substância como fazemos no Ocidente e em outros sistemas, o sistema chinês leva em conta a energia e sua transformação. Os elementos simbolizam atividades da energia com as quais estão associados.

As manifestações da força Yin e Yang na terra, as cinco fases da energia representam vários estágios de vazio e cheio pelas quais essas energias passam ao equilibrar um determinado sistema energético. Um antigo texto chinês diz sobre isto:

As cinco fases da energia ou os Elementos de Madeira, Metal, Água, Terra e Fogo aparecem em sua natureza especifica, durante as transformações da força Yang e de sua união com a força Yin. Estas fases de energia estão em constante mudança de atividade, nutrindo e controlando uma a outra para que haja uma constância nos movimentos de transformação do vazio para o cheio e do cheio para o vazio, num movimento circular sem fim ou começo. A interação destas forças primordiais cria a harmonia nas mudanças e no curso dos ciclos na natureza. As Cinco fases das Energias Elementares se combinam e re-combinam em inúmeras formas e produzem a vida manifesta. Todas as coisas que existem contêm os cinco elementos em variadas proporções.

Vamos analisar estas idéias observando os ciclos das estações do ano que influenciam tudo sobre a terra.

A água é a fase da energia associada ao inverno, quando prevalece a força Yin. O inverno é o tempo do descanso, da quietude, quando a energia é poupada, recolhida, condensada, conservada e armazenada. A água é um elemento muito concentrado, contendo um grande potencial, um grande poder esperando para ser liberado. No corpo humano, a água está associada com os fluidos essenciais como os hormônios, os líquidos linfáticos, a medula, as enzimas, todos com grande potencial de energia. Sua cor é o preto ou o azul noite. A cor que contêm todas as outras cores de forma concentrada. Na natureza, a água evapora com o excesso de calor; nos seres humanos a energia da água dispersa pelo excesso de estresse e de emoções fortes. A forma de se conservar a energia da água é através da quietude e do repouso, é se manter "frio".

A próxima fase do ciclo das estações do ano é a primavera, surge o elemento madeira do potencial energético da água, assim como as plantas florescem na terra durante a primavera. Este é o novo estágio Yang do ciclo das energias. A fase Madeira é expansiva, alegre e explosiva. É uma geração criativa de energia, despertando o desejo sexual de procriar. Está associada ao vigor, à juventude, ao crescimento e ao desenvolvimento. A energia da Madeira pede livre expressão e espaço para dar vazão à sua expansão. Se bloquearmos seu desenvolvimento, criamos sentimentos de frustração, raiva, ciúme e estagnação.

Assim como a primavera se desenvolve naturalmente para o verão, assim também a energia expansiva e criativa da Madeira amadurece para a energia florescente do Yang velho, a energia do fogo. Esta é a fase mais cheia de energia de todo o ciclo, quando acontece a fase mais quente da energia yang cheia. Todas as formas de vida se esquentam nesta fase de crescimento da energia do fogo. O fogo está associado ao coração, que é a morada das emoções humanas e o órgão que pulsa e distribui o sangue e sua energia pelo corpo. Sua cor é o vermelho a cor do calor e do sangue. Esta energia está associada ao amor e à compaixão, à generosidade e à alegria, à abertura e à abundância. Se bloquearmos esta energia, o resultado é a hipertensão, os problemas do coração e as desordens nervosas.
No final do verão chega um momento de interlúdio, de perfeito equilíbrio quando a energia do fogo diminui, se transformando em energia da terra, nem muito Yin e nem muito Yang quando se instala um estado de equilíbrio perfeito. Este momento é o clímax do ciclo, o intervalo entre as energias Yang da primavera e do verão e as energias Yin do outono e do inverno. O humor das 5 fases da energia está em harmonia neste momento, trazendo uma sensação de bem estar e completude. A energia do final do verão é a energia da terra, sua cor é o amarelo, a cor do sol e da terra. Na anatomia humana está associada ao estômago, ao baço e ao pâncreas que estão situados no centro do corpo e alimentam todo o sistema do corpo. Se a energia da terra for insuficiente, o organismo fica mal nutrido, afeta a digestão e todo o sistema se desequilibra e fica desvitalizado.

Quando o verão passa para o outono, a energia da terra se transforma em Metal. Durante a fase Metal, a energia começa novamente a se condensar, se contrair, volta-se para dentro para acumular e se armazenar, assim como armazenamos nossos alimentos no outono, para sobreviver no inverno. Nesta fase liberamos tudo que está gasto como as folhas das árvores que caem para poupar a essência, que é então armazenada para suportar a fase não produtiva da água, do inverno. Se nesta fase não houver bastante energia para contrair, não haverá força suficiente para passar o inverno e o próximo ciclo da madeira/primavera será fraco. A energia do Metal controla o pulmão, que extrai a energia essencial  e expele as toxinas do sangue e do intestino grosso, que elimina a sujeira pesada enquanto retêm e recicla toda a água do organismo. A cor da fase Metal é o branco, a cor da pureza e da essência. O outono é a estação da introspecção e da meditação, de reciclar sentimentos antigos, apegos externos e o excesso de emoções adquiridas durante o verão, assim como as árvores se livram das folhas secas e buscam os nutrientes de suas raízes.  Se resistirmos a esta energia e ficarmos aprisionados no passado podemos criar estados de melancolia, de tristeza e de depressão que se manifestam em dificuldades respiratórias, dores nas costas, problemas de pele e baixa resistência a doenças. Assim como o metal é a energia refinada extraída da terra e lapidada pelo fogo, o outono é a estação onde devemos extrair aprendizagens das atividades e experiências do verão, transformando-as na quietude e sabedoria do inverno.
Assim a grande roda da vida segue caminhando entre os ciclos das energias elementares, acordando e dando vida a todas as coisas, seguindo um processo ordenado de seqüência rítmica


As cinco fases da energia ou 5 elementos mantêm o equilíbrio interno e a harmonia entre as energia Yin e Yang, através de ciclos de equilíbrio e checagem, chamados ciclo criativo e ciclo de controle. Ambos os ciclos, que interagem e equilibram um ao outro, estão em constante atividade, mantendo o campo dinâmico destas forças polares, que é necessário para mover e transformar as energias. O ciclo criativo gera energia e nutre a energia - como a relação entre mãe e filho. Água gera a Madeira nutrindo seu crescimento. Madeira gera Fogo dando-lhe combustível para queimar; Fogo gera Terra, fertilizando-a com suas cinzas; Terra produz Metal pela extração e refinamento; Metal se torna líquido como Água quando fundido, somando-lhe propriedades especiais, quando a ela se mistura (como na água mineral).


Por outro lado, o ciclo de controle cria uma relação de subjugar, como a existente nas batalhas entre o vencedor e o vencido. O Livro da Medicina Clássica descreve o ciclo de controle dessa forma:

Madeira em contato com Metal é abatida. 
Fogo em contato com Água se apaga.
Terra em contato com Madeira é penetrada.
Metal em contato com Fogo de dissolve.
Água em contato com Terra pára seu curso.

Assim que uma das fases de energia se excede tende a exercer um estimulo excessivo sobre o elemento seguinte do ciclo criativo. Neste exato momento, o elemento que controla esta energia excessiva entra em ação para restaurar a harmonia. Por exemplo: se o elemento Madeira gerar energia em demasia, provendo o elemento Fogo de muito combustível - o que poderia causar muita queimada - o Metal entra em ação, cortando o suprimento de madeira e assim, restabelecendo o equilíbrio. O Ciclo Criativo e o de controle mantêm uma constante relação de harmonia e equilíbrio entre as 5 fases da energia ou as 5 Energias elementares.

 Daniel Reed

Direcionamentos - Parte VII

Estou postando as três últimas tabelas de Direções Favoráveis e Desfavoráveis para Ming Gua 7, 8 e 9.
 Bom proveito nos cálculos e nos estudos.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Direcionamentos - Parte VI

A postagem de hoje é para os Ming Gua 4 e 6. Quem obteve o número 5 no cálculo leia novamente as regras desse cálculo no Direcionamento - Parte II


sexta-feira, 1 de julho de 2011

Direcionamentos - Parte V

Eis a tabela de direções para pessoas com Ming Gua 3.